"...brilhe a vossa luz diante dos homens,
de modo que, vendo as vossas boas obras,
glorifiquem o vosso Pai, que está no Céu."
(Mt 5, 16)

São vários os cristão alentejanos,
ou com profunda relação ao Alentejo,

que se deixaram transformar pela Boa Nova de Jesus Cristo
e com as suas vidas iluminaram a vida da Igreja.
Deles queremos fazer memória.
Alguns a Igreja já reconheceu como Santos,
outros estão os processos em curso,

outros ainda não foram iniciados os processos e talvez nunca venham a ser…
Não querendo antecipar-nos nem sobrepor-nos ao juízo da Santa Mãe Igreja,
queremos fazer memória destas vidas luminosas.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Servo de Deus
D. Manuel Mendes da Conceição Santos
Bispo e fundador
da Congregação das Irmãs Servas da Santa Igreja
Nasceu na freguesia de Olaia, concelho de Torres Novas, em 13 de Dezembro de 1876. Depois de frequentar o Seminário de Santarém e se haver doutorado na Universidade de Santo Apolinário, em Roma, foi ordenado de presbítero a 27 de Maio de 1899.
Nomeado vice-reitor do Seminário da Guarda em 1905, foi depois designado Bispo de Portalegre a 9 de Dezembro de 1915 e, finalmente, Arcebispo Metropolitano de Évora, tendo entrado solenemente na sua Sé Metropolitana no dia 11 de Fevereiro de 1921.
Após uma vida de incansável apostolado e tendo deixado a Arquidiocese provida de Seminários (foi o fundador do Seminário Menor de São José de Vila Viçosa), de Casas Religiosas (entre outras, conseguiu a fundação do Mosteiro da Imaculada Conceição de Campo Maior, da Ordem Contemplativa da Imaculada Conceição, fundada pela alentejana Santa Beatriz da Silva); do semanário "A Defesa" e a Gráfica Eborense; de centros de actividade espiritual e apostólica; e tendo fundado a Congregação diocesana das Irmãs Servas da Santa Igreja, para auxiliar os Párocos na evangelização e, especialmente, nas missões, faleceu santamente no dia 30 de Março de 1955, repousando os seus restos mortais nos claustros da Sé de Évora.
A 1 de Dezembro de 1971, a Santa Sé autorizou a abertura do Processo Diocesano para a sua Beatificação e canonização.
D. Manuel Mendes da Conceição Santos era grande devoto de Santa Teresinha do Menino Jesus, e trouxe a primeira imagem que houve em Portugal, da então Beata, para a Sé de Évora.
Foi director espiritual de várias figuras de relevo, hoje com os processos de Beatificação e Canonização introduzidos, entre eles contam-se a Serva de Deus Madre Luísa Andaluz (Fundadora das Servas de Nossa Senhora de Fátima) e da Serva de Deus Madre Isabel Caldeira ou da Santíssima Trindade (Fundadora das Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres).
Benzeu a 1ª Pedra da Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima e coroou a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima.
Cf. JOSÉ LEITE S.J. (organização), “Santos de Cada Dia - III Setembro.Outubro.Novembro.Dezembro”, Editorial AO, Braga, 3ª edição, 1987, pg. 527)

1 comentário:

Ramiro Lobo disse...

- com os meus 15 anos (hoje,75)qual remédio purificativo que necessitava no m/coração, para conhecer o amor da mãe de JESUS, foram os escritos de D.Manuel M.C.Santos,pelas palavras do livrinho que publicou, sobre MARIA/ Mãe de JESUS.(Nossa Mãe do CÉU.
Ramiro Lobo 21/8/2013